terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Coleguinhas.... enfim está aí o esperado 22º disco.

Como eu já havia comentado em posts anteriores, Singular é o seu nome. Combina com o artista, único.


Segundo a sinopse que o próprio Lulu deu para o álbum, o disco é:

"Dois patinhos na lagoa, vinte e dois, então, este é meu vigésimo segundo disco desde 82. Música Pop serve pra alegrar o coração e a alma das pessoas, se puder fazer isso com um mínimo de esperteza, melhor. Baby de Babylon é o tipo de canção difícil de fazer por encomenda, porque a hora que o santo pega e a mensagem vem com clareza ainda não tá dando pra combinar, e chega sem avisar. Duplo Mortal é o chacundum por excelência e admissão, o iê iê iê romântico que o mano falou que ia fazer. Tá aí. Fulcio é pra meu cachorro homônimo, é um bolero como eu não faço há... ondas, sacolé? Se música pudesse ser descrita em palavras, e não pode, seria desnecessária, nunca será, mais do que uma tentativa de empilhar 'músicas-de-trabalho', o que proponho com Singular é um mergulho sonoro, uma viagem, se você quiser. Música para se ouvir. Melhores vibrações." (Lulu Santos)


Esta postagem original você encontra em http://www.siciliano.com.br


Pois é..., além destas informções que o próprio Lulu nos dá, eis as faixas do 22º álbim:

1. Spydermonkey - Instrumental
2. Na´boa
3. Duplo Mortal
4. Baby de Babylon
5. Singular
6. Atropelada
7. Black And Gold
8. Perguntas
9. Fulcio
10. Procedimento
11. Zazueira
12. Restinga - Instrumental


Nas lojas dia 18 deste mês. Encomende o seu!

domingo, 15 de novembro de 2009

Maestro, qual é a música???

olá amiguinhos...
Esses dias estava pensando: já perceberam quantas novelas teve trilha sonora do Lulu, seja na abertura ou embalando personagens marcantes??? Pois é, não é à toa (isso tem crase, não lembro...) que Lulu tem um CD entitulado "Novelas"...
Então, é sobre elas que vamos falar hoje.. não sobre as novelas, mas sobre as canções e, se eu lembrar, os respectivos momentos novelísticos de cada uma.

Vamos lá (ai ia ai):


1. Assim Caminha a Humanidade (Malhação) - Abertura, famosa, diga-se de passagem... entre 1995 e 1999.
2. Dancin' Days (Salsa e Merengue) - Tema de Marinelza, vivida por Zezé Polessa, entre 1996 e 1997.
3. Sábado à Noite (Pecado Capital) - Tema de Vicente Lisboa, vivido por Thiago Lacerda na 2ª versão em 1998.
4. Derrepente Califórnia (Três Irmãs) - acho que era do mar essa música... juro.
5. Adivinha o Quê (Guerra dos Sexos) - Tema de Nando, vivido por Mário Gomes, novela de 1983.
6. Um Pro Outro (Brega e Chique) - Tema de Ana Cláudia Alvaray, viviada por Patrícia Pillar em 1987.
7. Já é (Agora é que São Elas) - Opa, mais um tema de abertura... em 2003.
8. Aviso aos Navegantes (Malhação) - Tocou na 3ª temporada, em 1996... mas desculpem, não localizei a personagem.
9. A Cura (Fera Radical) - Tema de Cláudia quando estava em ação... vivida pela mocinha Malu Mader, em 1988.
10. Tudo Bem (Selva de Pedra) - Tema de Cíntia Vilhena, vivida por Beth Goulart em 1986.
11. Vale de Lágrimas (Malhação) - Tema de Daniel San Martin, vivido por Marcello Novaes, na 13ª temporada de Malhação em 2006.
12. Certas Coisas (Vereda Tropical) - Tema do tímido Marcão (Marco Aurélio Travatti), vivido por Paulo Betti que se apaixona pela personagem de Lucélia Santos em 1984.
13. Sereia (A Próxima Vitima) - Tema de Carina, vivida por Déborah Secco... que fazia a filha da personagem principal vivida por Suzana Vieira, em 1995.
14. Lua-de-Mel (Sassaricando) - Tema de Fedora Abdalla Varella (Fefê) e Leonardo Raposo (Leozinho), vividos por Cristina Pereira e Diogo Vilela, respectivamente, em 1988.
.
.
Confesso que muitas eu não lembro... enfim.
Mas... pesquisando novelas afora... sabem que a música "Ninguém Merece" também fez parte da Trilha de Malhação, na 14ª temporada em 2007, tocando para Rafa, Bodão e Patrick no auge de Thaila Ayala e Fiorella Mattheis. A Malhação gosta mesmo do Lulu hein?
Fora isso... Viver a Vida também tem Lulu na trilha sonora... a música é Baby de Babylon.. toca nas festinhas da galera.
Bem, por hoje é isso...
Até qualquer hora.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Susto leva Lulu às pressas para o hospital


Segundo o Site de Notícias das Celebridades, EGO, Lulu Santos foi "levado às pressas para o Hospital Samaritano, no Rio. Lá, foi diagnosticada uma hemorragio no estômago que causou a perda de um terço do sangue do cantor".

Tudo aconteceu no último dia 13 de outubro e com isso terá que ficar 30 fora dos palcos em repouso absoluto. Lulu já teve alta.
Foto publicada no site EGO:
Todos os créditos desta informação são da reportagem do Site EGO e estão disponíveis qui somente para fins de consulta ao link.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Bem...

estávamos falando do novo CD do Lulu no último post... e vamos continuar neste assunto.

Fucio (acho que é isso mesmo!) é o nome do cão labrador do Lulu, cujo animalzinho homenageou com seu nome, no próximo álbum.

Dá uma sacada no "Fucio", coisa meiga... é uma coisa meio "Marley e eu".


http://www.youtube.com/watch?v=MzfAuGXqNDM

Importante lembrar: Direção e edição do vídeo: Rapha Vella - do Site do Lulu.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Enfim, amiguinhos...
desculpem a demora na postagem, acho q tô no "ritmo do momento" do Lulu Santos (uma coisa meio hit 1982 hehehe).

Notícias nóvas, quentes e boas... muito boas:
Lulu voltou a gravar!!!!

Ainda não mixado inteiramente, o 22º disco chama- se 'Singular' e foi produzido pelo própiro Lulu em colaboração com o Dr Beat’n Guy (Hiroshi Mizutani, programador e tecladista da banda). Sai em novembro pela EMI. Baby de Babylon, que abre o show atualmete, já é a música de trabalho.



Segundo Lulu, “é cedo ainda para definir qual o estilo do novo CD, mas tem um tamborzão, então é o contrário do rock. Esse ritmo é uma bomba”, ignorando a contradição de ter se formado como um guitarrista roqueiro.


Até então, 25 anos recém-completados de carreira com mais de 5 milhões de cópias vendidas... não é pra qualquer um.
Agora, é esperar pra ver as novas do cinquentão.


Paz e bem sempre!
Até a próxima!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Amiguinhos....

desculpem a não postagem por durante 3 longas semanas... vou recuperar.

domingo, 19 de julho de 2009

Eu gosto tanto de vc que até prefiro esconder...

Prefiro não fazer comentário...
assistam: http://www.youtube.com/watch?v=iaGhXBuFR0A

video


Não sei se preciso dizer mais alguma coisa pra hoje....

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Imagem cheia de fantasmas e uma estática de enlouquecer...

De verdade... a cada dia que passa eu tô gostando mais dessa brincadeirinha de ter um blog, principalmente de um assunto que acho que domino "mais ou menos" bem, hehehehe.
Massss, voltando ao mundo real, tenho lido as sugestões dos amigos e colaboradores, na medida do possível, estou colocando... o esquema do fundo musical enquanto navega no blog já solucionei: estão vedo aí em cina das postagens um retanguluzinho prata escrito "blogs'rádio - clique e ouça"? ... Pois é, é só clicar no play, barbada.

Manuel Ramalho sugeriu uma foto minha com o Lulu no blog... há! (Manu, acorda pra vida... Lulu Santos nem faz muita questão de receber as pessoas, é praticamente um mito no maior estilo Madonna). Porém, todavia, contudo... eis que tenho um autógrafo pra vocês darem uma olhada (só não me questionem como raios eu tenho isso!)


Autógrafo do Lulu
(pra quem não entendeu está escrito "terráquios levem-me a seu líder!")



Lulu na telona
Pois é, amiguinhos... Lulu não se contentou em ser um astro da música pop brasileira e teve lá seus momentos de "Sean Connery" (ou seria Antônio Fagundes depois da chuva??) no cinema brasileiro.

A primeira empreitada foi em 1996, para o filme O que é Isso Companheiro?, do diretor Bruno Barreto. O Filme se passa em 1969 e o Brasil vive sob o regime militar e sob o Ato Institucional no. 5, que pôs fim aos direitos civis e à liberdade de imprensa. Fernando, Cézar e Artur assistem à chegada do homem à lua e comentam o fato sob as perspectivas da "direita" e da "esquerda".
Na embaixada norte-americana, Charles Elbrick, o embaixador, é o anfitrião de uma festa que celebra a supremacia de seu país. Dias depois, o jornalista Fernando e o ex-seminarista Cézar optam pela luta armada contra o regime ditatorial. Deixam casa, nome e todo o passado. Ganham os codinomes de Paulo e Oswaldo e passam a viver em função da organização guerrilheira MR-8. Em um aparelho, são apresentados aos companheiros Júlio, Renê, uma jovem insegura e sensível e Maria, militante objetiva, responsável pelas diretizes do grupo. Juntos, realizam a maior expropriação bancária da história do País. Oswaldo, contudo, é baleado e preso. E posteriormente torturado. O fato não é noticiado. Para quebrar a censura, Fernando/Paulo propõe o seqüestro do embaixador norte-americano.
No elenco, Pedro Cardoso, Selton Mello, Du Moscovis, Fernanda Torres, Claudia Abreu, Fernanda Montenegro e Lulu Santos como Sargento Eiras.
Já em 2007, ele fez uma participação no filme Podecrer!, do diretor Arthur Fontes.
Lulu virou Padre Falcão, diretor do Colégio São Jorge. A trama se passa em 1981, quando roqueiros como o próprio Lulu surgiram no cenário cultural. A história gira em torno de um grupo de amigos ao longo do último ano de colégio.
Compõem o elenco principal Dudu Azevedo, Maria Flor, Fernanda Paes Leme, Silvio Guindane, Érika Mader, Marcelo Adnet, Gregório Duvivier, Liliana Castro e Julia Gorman.

Por hora, era isso...
Voltaremos!
Paz e bem sempre!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Navegam em naves movidas à pura vontade... e têm poderes realmente impressionantes

Vamos fazer hoje um "túnel do tempo"... relembrando as parcerias do Lulu em seus álbuns...

Nos posts anteriores citamos Ivete Sangalo e a possível produção do CD de Preta Gil, isso tudo em 2009.
Masssss, voltando um pouco no tempo, Lulu gravou com Pedro Mariano para o CD Bugalu(2003), faixa "As Escolhas". Música boa, balada interessante e Pedro Mariano com uma voz impecável.

Em 2001, quando Lulu lançou o CD Programa, chamou os Paralamas do Sucesso para a gravação de "4 do 5", uma referência ao dia do aniversário de Lulu e Herbert Vianna.
Lulu entre Bi e Ba do Paralamas
Para o Álbum Calendário de 1998, Lulu escolheu os caras do Cidade Negra pra gravar uma levada que foi até tema de novela: "Sábado à noite", um hit até hoje cantando entre os jovens.

Agora... se a gente for citar o grande parrceiro em composições musicais, claro que estaríamos falando de Nelson Motta. Jornalista, escritor, carioca, apixonado pela vida, compôs com Lulu sucesso como Sereia, Como Uma Onda, De repente Califórnia e mais um monte de coisas bacanas...

Ainda fazendo um destaque para a banda... de todas as formações que Lulu já teve, um integrante esteve em quase todas, acompanhando a carreira de Lulu em todos os momentos: Miltom Guedes, ou o que Lulu chama de "Coringa". Sax, gaita de boca, trompete, meia-lua, vocal, quebra-galho e, se precisar, até pra dar uma forcinha pra montar e desmontar o palco (hehehe), sem contar que enche os olhos da mocinhas de plantão (desculpe gurizada, mas é a realidade).
Como diriam as boas línguas: MILTON É MARA!!

Milton Guedes
Bem.. por hoje era isso...
Paz e bem sempre!

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Instalei uma antena e lancei um sinal... há nada no radar, procuro no dial

Pois bem... no post passado havia prometido falar das parcerias de Lulu por hora. Citei a Ivete e hoje até posso comentar outros momentos bacanas, mas penso ser deveras importante postar o acontecimento da semana, do mês, do ano... enfim.
Lulu atualizou o seu site pessoal, profissional e para fins de contatos ditos essenciais, sejam eles o seu mais fiel público, os possíveis contratantes ou curiosos de plantão.



Para um internauta nato, confesso que está mais simples q a versão anterior, onde ele costumava passar horas alimentando cada link. O atual está sucinto, porém claro, objetivo e muito dinâmico (se é que vale a opinião da que vos fala, hehe).



Ah, sim... não posso deixar de passar o link:
Clicando aqui, vcs vão encontrar isso


Então, saindo da net e voltando a realidade não virtual... os boatos que correm por aí é que Lulu pode vir a produzir CD de estúdio de Preta Gil. Segundo nota publicada na imprensa, "enquanto ela não grava o anunciado DVD do show Noite Preta, que vai iniciar turnê pelo Brasil após bem-sucedidas temporadas em casas e boates do Rio de Janeiro (RJ), Preta Gil já pensa no seu terceiro CD de estúdio." Fã assumido de Preta e presença bem constante nos shows da cantora, Lulu pode ser o escolhido da moçoila. Nada está certo, por ora, mas já houve conversa informal a respeito e Lulu se mostrou receptivo a ideia.


É esperar pra ver...


.


Esperem tb o próximo post, com mais novidades.


Paz e bem sempre!

segunda-feira, 22 de junho de 2009

E nasceu carregada pulando pro alto ligando energia...

Então... já falamos da carreira de Lulu como Lulu Santos, como Luis Maurício, como Vímana, como Unziôtro...
Vamos focar então no que ele tem feito atualmente... como rei do pop, no auge dos seus 56 anos.
Bem... obviamente, tem uma agenda de shows (o mínimo que se espera de um músico, hehehe). Detalhe, depois de alguns muitos anos de carreira, certos artistas podem se dar ao luxo de escolher onde e quando tocar (um dia a gente chega lá também!):
03 de julho - Brasilia/DF
04 de julho - Belo Horizonte/MG
11 de julho - Campos dos Goytacazes/RJ
Fora seus shows.. Lulu recentemente esteve em estúdio com Ivete Sangalo, como convidado especial do seu DVD Multishow registro. Ivete não só chamou Lulu para cantar com ela como a música escolhida é do repertório do próprio, "Brumário", do álbum Popsambalanço e Outras Levadas de 1989.
Ivete não é a única a convidá-lo... mas isso veremos nas postagens seguintes.
Aguardem!

terça-feira, 16 de junho de 2009

Hoje o tempo voa amor...

Bem... retomando o post passado, onde falamos do início da vida artística de Lulu junto ao Ritchie e ao Lobão na banda Vímana, vamos falar do período músico ‘freelancer’ de Lulu entre 1978 e 1982.

Com a saída não tão agradável da banda Vímana, Lulu já abriu seus horizontes, sempre muito ligado na música negra de então, soul e funk e disco e até jazz - este último, no grupo fusion Pomoja, que formou com o trompetista Márcio Montarroyos. Ao lado do baixista Antonio Pedro (que passara pelos Mutantes e nos anos 80 seria um dos criadores da Blitz) e do cantor e tecladista Arnaldo Baptista (da lendária formação original dos Mutantes), Lulu também faria, em 1978, outro efêmero trio, o Unziôtru. Além deles, o baterista Rui Castro Motta.
uma polaroid tirada pela Scarlet Moon
quando estavam fazendo fotos no estudio
(Valeu Magno!)
Num mercado quase sem espaço para o pop-rock brasileiro, Lulu Santos pendurou temporariamente as chuteiras-guitarras para ganhar a vida. Trabalhou por quase dois anos na gravadora Som Livre, ao lado dos produtores Guto Graça Mello e Ezequiel Neves (este, também o mais influente jornalista-roqueiro daquela época), selecionando as canções que entrariam nas trilhas das novelas da Rede Globo. Paralelamente, Lulu era um dos críticos de música da “Som Três”, então a principal revista especializada em música no Brasil. O trabalho na Som Livre funcionou como uma graduação em canção popular e logo um renovado Lulu estaria aplicando em suas composições esse aprendizado.
Em 1980, com o nome de Luiz Maurício - por imposição de um diretor artístico da Polygram (atual Universal), que “ogramente” argumentava que Lulu não era nome de homem - ele lançou um compacto simples que passou em branco. Fracasso que não abalou o cantor e compositor. Novamente como Lulu Santos, um ano depois, voltaria à carga. Contratado pela gravadora Warner, lançaria em sequência três compactos que emplacariam nas rádios as canções “Tesouros Da Juventude”, “Areias Escaldantes” e “De Leve” (esta, uma versão feita por Gilberto Gil e Rita Lee para “Get back”, de John Lennon e Paul McCartney).
Com “Areias Escaldantes”, parceria com Nelson Motta, Lulu também participou do Festival MPB-Shell 1981. No ano seguinte, lançaria seu primeiro álbum, “Tempos Modernos”, e ali tudo começa como efetivamente LULU SANTOS, o rei do pop nacional.


Eis os compactos lançados por Lulu/Luis Maurício:
· Gosto de Batom (
compacto) (1980)
· Melô de Amor (
compacto) (1980)
· Areias Escaldantes (
compacto) (1981)
· De Leve (
compacto) (1981)
· Tesouros da Juventude (
compacto) (1981)

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Os legionários do rock perdem a trilha na areia....

Enfim... fazendo uma breve conclusão do que vimos até agora nas postagens do blog... 21 álbuns e 16 coletâneas  que significam 37 discos (LPs, CDs, K7s o que vc preferir chamar) relacionados à obra de Lulu Santos, além dos dois DVDs também comentados em posts anteriores.


Então, alguém já deve ter se perguntado porque sempre a referência é feita ao Lulu Santos com todas as palavras... pois bem! Vamos à resposta.

Em um passado distante (lá pelos anos de 1974 até 1978 - e muitos nem nascidos eram, inclusive a que vos fala), o então artista Luis Maurício Pragana dos Santos era guitarrista e vocalista da banda Vímana (!!!).
Sim, amiguinhos, ela existiu, por um curto período, mas esteve lá. E mais interessante, Lulu não estava sozinho (óbvio, era uma banda). Então, vamos as curiosidades de Vímana:


Vímana foi uma banda brasileira de rock progressivo da década de 1970 que passou por quatro fases distintas. Contou com Lulu Santos (vocal e guitarra), Ritchie (vocal e flauta), Luiz Paulo Simas (teclados) e Lobão (bateria), dentre outros. No final dos anos 1970, o Vímana chegou a ensaiar com o tecladista suíço Patrick Moraz (ex-Yes). A expulsão de Lulu Santos da banda por Moraz acabou por desfazer o grupo.
Originalmente a banda contava com Luiz Paulo Simas (Teclados) e Candinho (Bateria)vindos da banda Módulo 1000 e Lulu Santos (Guitarra/Vocal) e Fernando Gama (Baixo) do Veludo Elétrico. Ritchie e Lobão entram para a banda em 1975, que tornaram-se a formação mais conhecida do Vimana. Com sucesso a banda lançou um compacto "Zebra" pelo selo Som Livre, e um LP que é arquivado pela gravadora que alega não haver público para rock no Brasil.
A banda conheceria depois
Patrick Moraz (ex-Yes) , que pretendia montar uma banda com o Vimana , sem Lulu Santos que era menosprezado por Patrick. O nome da banda seria "Patrick Moraz Band". Em 1978, a banda acabou por se dissolver devido aos desentendimentos entre os membros do grupo e Moraz .
Para quem interessar, Lulu se refere a este ex-membro como Marick Patraz... segundo ele, Lobão roubou sua mulher e ainda fez sucesso... e o cara, já era!

A banda tornou-se posteriormente cult, devido às carreiras-solos de sucesso de seus integrantes após a dissolução da banda.


dá uma sacana na foto de 1976...

É... Lulu tem resistido ao tempo e ao vento.
Que bom!

Próximo post... a carreira entre 1978 e 1982 (Quando iniciou carreira como, então, Lulu Santos)

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Coletâneas...

Ok...


como eu havia comentado no post anterior, vamos falar das coletâneas que abrangem os maiores sucessos da carreira de Lulu Santos:


1987 - O Último Romântico
1991 - Minha Vida
1993 - Geração Pop
1993 - Acervo Especial
1995 - Satisfação
1995 - Geração Pop 2
1996 - De Leve
1996 - O Último Romântico II
1998 - O Melhor da Música!
1999 - Focus
2000 - E-Collection
2001 - Warner 25 Anos
2004 - Perfil
2007 - Pop Brasil
2007 - Pop Brasil Vol II
2009 - Novelas


Ao todo, foram produzidas 16 coletânias que reunem os grandes sucessos da música pop brasileira.

A partir daqui, vamos falar um pouco sobre curiosidades da carreira de Lulu Santos, sua agenda de shows e suas composições...




Aguardem!!

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Eu bem que preferia ser bonobo do que ser chipanzé

Cometi um erro, admito....


No post passado comentei que faltava só mais um álbum, no caso, o Letra & Música.... erro grave: são dois! Afinal, falta também o Longlay.


Então, o Letra & Músca – Turnê PopStar 2005 e álbum em 2006, traz a canção 'Vale de Lágrimas', tema da novela teen Malhação. Além dela, traz um blues  maravilhoso.. dos Bonobos. Minha preferida neste álbum.Segue a capa e o set list:




1. Gambiarra
2. Roleta (Irresistível)
3. Sinhá e Eu (Road Song)
4. Manha e Mumunhas
5. Vale de Lágrimas
6. De Cor
7. Letra e Música
8. Pop Star
9. Bonobo Blues
10. Ele Falava Nisso Todo Dia
11. Din Don
12. Zerodoisum
13. Circulando

Já o Longplay surge em 2007, com a regravação do sucesso de Jair Rodrigues 'Deixa Isso Pra Lá' e música de trabalho 'Contatos'.




1. Olhos de Jabuticaba
2. Domingo Maldito
3. Seu Aniversário
4. Deixa Isso Pra Lá
5. Contatos
6. Ninguém Merece
7. Boa Vida
8. Dopamina
10. Propriedade Particular
11. Se Não Fosse o Funk
12. Olhos de Jabuticaba- Remix
13. Seu Aniversário- Remix
14. Seu Aniversário- Karaokê


Portanto, finalizando a nossa pesquisa, são, ao todo, 21 Álbuns lançados como Lulu Santos, entre 1982 e 2007, além de dois DVDs, ambos gravados pela MTV. E, é claro, não estou fazendo aí a contagem de quando ele iniciou sua carreira em 1977, com a banda Vímana!!!!

Já em 2008, chegou a vez de retomar o projeto paralelo, com os amigos e músicos Milton Guedes (Coringa da banda), Dunga (Baixo e Vocal) e Chocolate (Bateria e Vocal). Assim surge a Banda: VALETE, com breves apresentações todas as quintas, no Estrela da Lapa/Rio de Janeiro.
O objetivo do projeto é contentar os fãs mais fiéis do trabalho de Lulu, que esperam ver as canções “Lado B” tocadas em algum show do ídolo, já que estas ficam de fora devido à quantidade de hits conhecidos. Infelizmente, esses shows com a Banda Valete não possuem gravação de um CD, mas eis o set list:

Tesouros da Juventude
Areias Escaldantes
Tuareg
Gambiarra
Born Under A Bad Sign
Imaginação
Replay
Ele Falava Nisso Todo Dia
Sitting On The Dock
De Repente
Telegrama
Ano Novo Lunar
Cobra Criada
Dinossauros do Rock
Pra Você Parar
Do Outro Mundo
Hiperconectividade
Fevereiro
Coisa Certa
Foi Mal
Kriptonita
De Um Rolê
Vida Incomum
Cara Normal
Bonobo Blues

Domingo Maldito
Ronca Ronca

Próximo post.... as 16 coletâneas de Lulu entre 1987 e 2009.

*Este Blog é experimental para a disciplina de Comunicação Dirigida Eletrônica - Com Social Ulbra.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

A gente tinha mesmo tanta razão pra seguir...

Continuando...

no ano de 2003, Lulu grava Bugalu, cuja faixa número 01 'Ja É' foi abertura de uma novela global.


1.Já É!
2.Leite & Mel
3.Melô do Amor
4.Sem Pressa
5.Jahu
6.As Escolhas
7.Língua Presa
8.Raiô
9.Delete
10.Rito Pagão
11.Intoxicado
12.Chega D Dogma




No ano seguinte, Lulu é convidado para gravar, novamente pela MTV, mais um álbum Ao Vivo, com direito ao segundo DVD. O detalhe deste trabalho é que ele foi gravado em abril de 2004, com direito a uma turnê nesse mesmo ano, mas, com o mesmo trabalho e algumas novidades, Lulu fez também a turnê Popstar, em 2005.
Ao todo, são 22 canções dos maiores sucessos da carreira de, até então, 22 anos como Lulu Santos.
Destaques para as canções Tempos Modernos e Toda Forma de Amor, sempre lembradas, e Minha Vida, uma auto-biografia de Lulu.


1. Condição
2. Toda Forma de Amor
3. Um Certo Alguém
4. O Último Romântico
5. Sincero
6. Adivinha O Quê
7. Tudo com Você
8. Tempos Modernos
9. Sábado a Noite
10. A Cura
11. Apenas Mais uma de Amor
12. Tudo Bem
13. Aviso aos Navegantes
14. Tudo Igual
15. Assim Caminha a Humanidade
16. Já É!
17. Chega de Dogma
18. Descobridor dos Sete Mares
19. Minha Vida
20. Como uma Onda
21. Sem Nunca dar Adeus
22. Casa


Bem... em termos de álbuns lançados, falta só o Letra & Música.Entre eles, seguiram-se coletâneas, perfis e acervos com as melhores de todos os tempos (que tb serão citadas).

No mais, para semana era isso...


(este é um Blog experimental da Disciplina de Comunicação Dirigida Eletrônica do Curso de Comunicação Social da Ulbra/RS)

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Foi bom te ver de novo aqui...

Ok... vamos então retomar a biografia:




Paramos em 1997... quando Lulu fez o disco Liga Lá, diga-se de passagem, reconheço não ser um dos melhores, mas é uma questão de gosto.



Eis que ressurge, depois de uma versão dance/tecno/sei lá eu o que... com um álbum mais, eu definiria, reflexivo... É o CALENDÁRIO (1999), com faixas como "Navegadora" e "Bolado". Os chamados hits deste LP (ou seria CD??) foram "Fogo de Palha" e "Aquilo", este último até hoje tocado em turnês.



01.Fogo de Palha
02.Mala & Cia.
03.Aquilo
04.Bolado
05.Navegadora (Para Scarlet)
06.Eu Não
07.Paraíso Perdido
08.Brasil Legal
09.Nau dos Insensatos
10.Sábado à Noite








Logo, é a vez de a MTV comemorar seus 10 anos... e, eis uma escolha certa para produção de um álbum: Lulu Santos! Detalhe: a comemoração foi em tão grande estilo que o popstar recebeu da MTV não só o privilégio de gravar seu primeiro DVD, como tb gravar o primeiro álbum duplo da história dos acústicos da emissora. Com certeza, o Álbum Acústico MTV (2000) foi um marco pra muita gente, principalmente, para Gabriel, o Pensador, grande fã e único convidado de Lulu para gravação do CD e DVD, na canção "Astronauta".


01. Made In Brazil
02. Condição
03. Toda Forma De Amor/Um Certo Alguém/O Último Românt
04. Janela Indiscreta
05. Aquilo
06. Satisfação
07. Astronauta
08. Certas Coisas
09. Sábado À Noite
10. Tempos Modernos
11. A Cura
12. Apenas Mais Uma De Amor
13. Deusa Da Ilusão
14. Tão Bem
15. Tudo Bem
16. Retorno Do Maia Intergalático
17. Aviso Aos Navegantes
18. Tudo Igual
19. Assim Caminha A Humanidade
20. Esta Canção
21. Tempo/Espaço
22. Sereia/De Repente Califórnia/Como Uma Onda
23. Casa

Nestes dois volumes produzidos pela MTV, cinco canções inéditas e muitos hits de sucesso que acompanham Lulu desde o início da carreira.




Fechando o dia de hoje (ahhh), Lulu entra em estúdio após o sucesso do CD duplo e do DVD somente dois anos depois, para a gravação de PROGRAMA (2002). Com o nascimento do neto, a inspiração para a canção "Luca", que leva o nome do pequeno. Mas a canção destaque do CD foi mesmo "Todo Universo"!





01 Do Outro Mundo
02 Amém
03 Tempo Real
04 Figurativa
05 A Mensagem
06 Todo Universo
07 Salto Fino
08 Walkpeople
09 Compaixão
10 Luca
11 Éros e Tánatos
12 4 do 5 - Para Herbert / Intrum
13 4 do 5 ( O Sub do Bi & D Ba )





Bem.. por hora, é isso! No próximo post, 2003 em diante.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Maio de 2009...

A partir de semana que vem, o blog volta a ativa e volto a postar vida e obra de Luis Maurício Pragana dos Santos, eterno rei do pop/rock brasileiro.

Paz e bem, sempre!




Obs. este blog é experimental e faz parte da disciplina de Comunicação Dirigida Eletrônica do Curso de Relações Públicas da Ulbra/RS.